O Tempo entre nós - Tamara Ireland Stone

By | 09:58 Leave a Comment




Sinopse: Anna e Bennet nunca deveriam ter se conhecido. Ela vive em Illinois em 1995 e Bennet em São Francisco em 2012. Mas Bennet tem a incrível habilidade de viajar no tempo e espaço. Com isto e uma pequena ajuda do destino é capaz de entrar na vida de Anna e mostrar um novo futuro para uma jovem apaixonada. Com uma trama romântica embalada a muito rock n’roll e viagem no tempo, o livro já foi traduzido para mais de 10 idiomas.


Vamos falar de viagem no tempo! Não. Esse não é um livro sobre grandes aventuras (apesar de ocorrerem algumas) e também não é aquela coisa maravilhosa de "vamos salvar o futuro" (apesar de, em alguns momentos, isso rolar).
Mesmo de longe percebo como ele parece jovem. Mais jovem que da primeira vez que o vi.  (...) Você é Bennet?
A narrativa é feita por Anna que tem uma vida bem normal - dentro do que é normal em 1995 - e está cursando o colegial. Sim, o livro se passa em 1995 e ela tem 16 anos, está na escola, trabalha com o pai e é bem responsável.

Até ai a vida segue, tudo lindo e fácil de aceitar. Até que um dia, enquanto corria, ela notou a presença de alguém. Misteriosamente, aquele "alguém" aparece na escola, e claro: Ela foi até ele como um ratinho indo para a armadilha através do cheirinho de queijo!
Bennet consegue desaparecer. E reaparecer. E pode fazer outras pessoas desaparecerem e reaparecerem. Ele tem um talento secreto, eu sou a única que sabe sobre isso.
Bennet é tudo, lindo, diferente, legal... E pode levar ela para qualquer lugar, qualquer país no mundo, ilha deserta ou até mesmo belos monumentos. Tudo isso porque ele é rico? Também. Mas, principalmente, porque ele pode viajar pelo tempo, sumir aqui e reaparecer no meio de Tóquio se quiser. E isso é algo que deixa Anna de coração acelerado por duas razões: Se apaixonar por ele e medo pelo o que essa paixão pode fazer à ambos.

Ao se aventurar nessa leitura indico que esteja com sua mente aberta para um romance fofo, porque não existe outra explicação para isso.

Não é lógico, não é sério e não é intenso.

O romance entre Anna e Bennet é impossível e fofo, então se prepare para rir e chorar com essa paixão.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: