Aura Negra - Academia de Vampiros #2 - Richelle Mead

By | 06:09 Leave a Comment




Sinopse: A Escola São Vladimir está em alerta após um ataque dos sanguináreos Strigoi. Os Guardiões admirados por suas habilidades e seus grandes feitos, se preparam para entrar em ação. A escola envia seus alunos para um hotel de luxo e bem protegido, porém um imprevisto obriga Rose a deixar a segurança de seu lar e impedir que o pior aconteça. Apenas quando a vida de seus amigos está por um fio é que a heroína descobrirá força dentro de si. 

E é um daqueles anos em que reler algo que sempre amei, se tornou muito bom. Como não havia feito resenha dos livros da série ainda, achei que era válido começar, mesmo que pelo segundo livro.
E nessa nova trama temos Rose, nossa personagem principal, seguindo com seus treinamentos enquanto sua mente ainda se preocupa com sua melhor amiga, Lissa, e a maneira com que ela pode lidar com o poder do Espírito.
E, como nem tudo fica apenas nisso, Rose ainda tem que lidar com a volta de sua mãe à Academia, agora que muitos vampiros começaram a morrer por causa de ataques Strigoi que são mais complicados do que o normal.
Como nossa personagem principal tem um temperamento bem forte, as coisas caminham de várias maneiras e isso deixa o livro bem interessante.

A propósito, meu nome é Rose Hathaway. Eu tenho dezessete anos, estou treinando para proteger e matar vampiros, sou apaixonada por um cara totalmente inadequado, e a minha melhor amiga possui estranhos poderes mágicos que podem levá-la à loucura.Mas, espere aí, ninguém disse que a vida é fácil para uma aluna do ensino médio. 


Como os Strigoi começaram a atacar vários vampiros da realeza, seus guardiões se reúnem em uma estação de esqui para poderem passar o fim do ano juntos, de maneira mais segura. E é aí que o livro deixa alguns personagens secundários como Mason, Mia e Eddie, terem um pouco mais de evidência, ao mesmo tempo em que nos apresenta novos personagens como Adrian Ivashkov.
Adrian é um Moroi que faz parte da realeza e vive de cigarros, bebidas, e tenta conquistar qualquer garota. Ainda é exatamente como eu lembrava que era XD


Será que ela achava que era nova demais para ser mãe quando eu nasci? Será que ela não foi uma boa mãe simplesmente porque era mesmo muito jovem e não sabia nada da vida naquela época? Será que ela se arrependia de como as coisas se passaram entre nós?


É preciso notar que grande parte do livro se passa de uma maneira: com conflitos pessoais. Apesar de termos toda a história dos Strigoi de fundo, vemos como Rose lida com seus sentimentos por Dimitri, que vem ficado bem ocupado com Tasha Ozera. Ao mesmo tempo, Mason continua tentando chamar atenção de Rose, que acha que ceder à ele é a melhor maneira de esquecer os sentimentos por Dimitri. E sua mãe continua atrapalhando a maioria de seus planos, deixando Rose confusa e naquele estado onde ela não sabe se Janine sabe mesmo como ser uma mãe.


É impossível se forçar a amar alguém, eu me dei conta disso. O amor existe ou não existe. Se não existe, você precisa ser capaz de admitir isso. Se existe, você precisa fazer tudo o que puder para proteger quem você ama.


O bom do livro é que o conflito faz mais dampiros mostrarem o que é um treinamento e como a segurança é importante. Claro que tudo isso não serve de nada quando alguns personagens resolvem fugir do normal e seguro, para tentar fazer justiça com as próprias mãos. E isso é lá para depois da metade do livro, onde a tensão realmente começa e o livro fica impossível de parar de ler. E é onde eu sempre noto como a autora, Richelle, consegue nos prender e equilibrar bem os momentos. Já que vemos tudo sempre pelos olhos de Rose, ela deixa aquele lado mais cômico de lado para focar no momento em questão, como qualquer bom dampiro em treinamento.


Não há nada pior do que esperar e não saber o que vai acontecer com você. Sua própria imaginação pode ser mais cruel do que qualquer carcereiro.



E aí vem o final. Ah, o final.
Lembro que da primeira vez que li, acabou comigo. Como estava mais preparada dessa vez, senti toda a tensão e consegui controlar o impacto. E é um final que abala algumas estruturas e faz os acontecimentos seguirem por novos caminhos, seja pela parte boa, ruim, triste ou feliz.
Alguns consideram esse livro uma grande enrolação até a parte mais tensa, que citei acima tentando evitar spoilers. Eu acho que faz parte do desenvolvimento dos personagens e apresentação de alguns outros. De fato, teria tirado alguns questionamentos da personagem que não iam à lugar algum e teria dado foco a questão dos Strigoi. Porém, sabemos que as coisas não ficam sempre calmas e enroladas e tensões virão o tempo todo ao longo da série. Acho que é um bom livro de transição até o próximo, que não lembro bem o que acontece e já me sinto ansiosa em reler. =D


Este era um daqueles momentos que fazem com que a gente aprecie a vida e queira mudar as coisas para melhor. Quando nos é dada uma segunda chance e a gente jura que não vai desperdiçá-la.


Vale dizer que é um tipo de leitura onde perguntas surgem e respostas sempre aparecem, nos deixando saber tudo em seu devido tempo, acompanhando a personagem.
Um ponto muito bom de tudo é que a trama possui vários elementos que nos impedem de sentir tédio, mesmo que alguns dos "problemas" sejam inocentes no começo.
Se ainda não leu ou não conhece a série, faça esse favor à si mesmo e arrisque. Uma leitura tranquila, simples, direta e com uma trama muito boa ;D

Quando uma pessoa consegue ver a sua alma, é difícil lidar com isso. Força você a se abrir. Você se torna vulnerável. É muito mais fácil estar com alguém que é apenas pouco mais do que uma boa amiga.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: