Raio de Sol - Kim Holden

By | 09:46 2 comments



Sinopse: Segredos.
Todo mundo tem um.
Alguns são maiores que os outros.
Alguns, quando revelados,
Podem curar você...
E outros podem acabar com você.
Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.
E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.Uma indicação e um livro que conseguiu ser aquele estopim nos meus dias e começar a me fazer pensar em mudar. Mudar muita coisa.



Terminei o livro as 2 horas de uma madrugada insone, sentindo mil coisas ao mesmo tempo. Um livro que foi uma das minhas melhores leituras do ano, sem dúvida alguma.

-...Gus, você me conhece. Esse é praticamente meu lema: sem arrependimentos. Arrependimentos só servem para imaginarmos alternativas e sentirmos raiva e tristeza, e não posso me dar ao luxo de nada disso.


Vale dizer que é um tipo de livro que eu geralmente não tenho como primeira escolha. Provavelmente deixaria vários livros na minha lista pessoal passarem na frente. E fico muito feliz por não ter feito isso. (Obrigada, Lilyan, pela indicação!) Um livro que simplesmente aceitei ler, sem ter analisado a sinopse antes e me jogando de cabeça em uma história que abalou todas as minhas estruturas ;D

"...Ele prefere pular aquilo de que não gosta. Acho que somos todos assim. Não é ser egoísta, é a natureza humana. As vezes precisamos ser lembrados de que tudo é importante, o bom e o ruim. 


Mas vamos ao que interessa, sempre tentando evitar spoilers.
Acompanhamos a história de Kate Sedgwick, que tem todos seus problemas, como a sinopse já fez questão de mostrar. Kate protagoniza uma história que segue com o típico clichê de mudanças, arriscar na vida, conhecer pessoas, se apaixonar, amar, ter medos, receios, respirar fundo e continuar vivendo apesar de tudo. Parece o óbvio para muitos, mas uma coisa que o livro nos faz entender é que nem todo mundo consegue parar, olhar ao redor e entender que algumas coisas estão ali para serem vividas e que deveríamos notar mais o melhor e deixar o ruim de lado. Nos prendemos tanto em coisas pequenas, que nos afundam e nos deixam rancorosos, que esquecemos de ver o quanto um novo dia pode ser uma benção absurda. E Kate nos faz notar isso!

Eu teria perdido alguns dos melhores momentos da minha vida se não fosse espontânea. Sinceramente, tento não pensar demais no futuro. Sou uma grande fã do presente.


O enredo todo nos mostra a visão de Kate, uma garota que tem suas preferências, saudades, amores...e que segue a vida de cabeça erguida, sorrindo e tentando fazer as pessoas ao redor dela se sentirem bem. Não sei nem o que dizer dessa personagem que me fez a querer ter por perto, apenas para conseguir entender e ser metade de quem ela conseguia ser. E, para dar aquela equilibrada e nos mostrar alguns pontos de vista diferentes, o texto também nos mostra a visão de Keller, o garoto que foi totalmente pego pela simplicidade e felicidade que Kate carregava dentro de si.

Não estou dizendo que você não deva seguir seus sonhos e objetivos. Só não deixe o presente de lado por um futuro desconhecido. Muitas felicidades são deixadas para trás, ignoradas ou adiadas para um momento que pode não chegar nunca. Não fique esperando as coisas e perca o momento por um amanhã sem garantia.


Se é uma história de amor? Sim! Amor pela vida, pelo passado, pelas lembranças e por todas as horas que ainda nos restam para mudar as coisas.
Alguns podem dizer que o livro peca na parte dramática, que foi um tiro e facada no peito. Porém, eu diria que todo o drama condiz muito com tudo o que Kate era. Ela cresceu com muita coisa ruim ao redor e, pela irmã e com o melhor amigo, Gus, soube aprender a ser a melhor pessoa que podia. E sendo a melhor, independente do ruim, ela atraiu muitas pessoas boas e foi fazendo seu caminho perfeito no meio de uma estrada cheia de buracos. Não sei bem como explicar sem contar muito e sem gritar com cada um de vocês para usarem um tempinho e lerem esse livro, mas Kate me mostrou coisas incríveis que eu deixei de prestar atenção há uns anos.

Ele não sabe minha história. E é assim que precisa continuar, porque eu sempre preferi finais felizes.


E toda essa resenha pode estar parecendo pessoal demais, mas vale notar que quando um livro nos alcança dessa maneira, é porque alguma coisa muito boa foi tirada das muitas páginas. Não acham?

- Você já conheceu alguém feliz e satisfeito até a alma? E, quando você está perto, é... contagiante? Como se você quisesse ser uma pessoa melhor para se sentir merecedora de estar na vida dessa pessoa?


Não vou entrar na análise de qual personagem acaba sendo melhor porque, além do seu melhor amigo totalmente incrível quanto Kate, Gus... Temos Keller, o garoto fofo que se apaixona por ela e tem seus próprios medos e pesos na vida. Como também temos personagens secundários que nos mostram o quanto cada um tem suas próprias batalhas pessoais e como uma pessoa e algumas atitudes podem mudar as coisas para melhor, sim. O bom do livro é que a autora consegue fechar um pouco cada uma das histórias, por mais que tudo se concentre sempre em Kate. É um livro de não conseguir parar de ler, mesmo que eu tenha que ter feito isso em pequenas doses para poder respirar e analisar tudo.

Ela fica me olhando. Normalmente, odeio esse tipo de escrutínio intenso, mas quando ela olha para mim assim, eu me sinto vivo. Como se finalmente houvesse alguém que me vê, o eu verdadeiro. O bom e o ruim, e não tenho que esconder nada. Não tenho que ter vergonha. Não tenho que fingir.


Ok. Chega. Não vou conseguir dizer e explicar metade do que o livro foi para mim. É um livro que precisa ser sentido e eu espero que os toquem o tanto quanto me tocou. E apesar de ter certeza que alguns livros e "ensinamentos" acabam indo para o esquecimento conforme a vida acontece, esse é um livro que quero manter sempre por perto para me lembrar de algumas pequenas felicidades e o quanto podemos mudar as coisas. Só precisamos querer, tomar cuidado com nossas atitudes e amar. Parece simples, ainda mais com uma personagem que parece respirar coisas boas.

Hoje minha vida é incrível. Não quero pensar no amanhã. Nem no dia seguinte. Então, repito para mim mesma. Hoje, minha vida é incrível. 


Que esse livro ensine muito sobre erros e acertos. Sobre tristezas, alegrias e que mostre o valor de tudo e todos. Onde cada situação pode virar uma oportunidade perfeita para mudanças e que o amor prevaleça, sempre.
Onde qualquer por do sol seja um show incrível.
Onde sejamos corajosos e façamos ser épico!


“Você é corajoso…
Agora, vá… faça épico!
É uma ordem. Ande.

Por favor.”
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

2 comentários:

  1. Sejamos épico!!!!!!!!!!!!!!!!

    Fico feliz que tenha gostado?? Amado?? Tenha sido ÉPICO!!!! Cara, quero ser metade do que Kate era!!!!

    Melhor livro do ano pra mim também!! Incrível!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O MELHOOOOR livro do ano, sem dúvida alguma!! Totalmente épico e incrível!! <3

      Excluir