O Clã dos Magos - Trudi Canavan

By | 13:55 Leave a Comment



Sinopse: Todos os anos, os magos de Imardin reúnem-se para purificar as ruas da cidade dos pedintes, criminosos e vagabundos. Mestres das disciplinas de magia, sabem que ninguém pode opor-se a eles. No entanto, seu escudo protetor não é tão impenetrável quanto acreditam. Enquanto a multidão é expurgada da cidade, uma jovem garota de rua, furiosa com o tratamento dispensado pelas autoridades a sua família e amigos, atira uma pedra ao escudo protetor, colocando nisso toda a raiva que sente. Para o espanto de todos que testemunham a ação, a pedra atravessa sem dificuldades a barreira e deixa um dos mágicos inconsciente. Trata-se de um ato inconcebível, e o maior medo do Clã de repente se concretiza: uma maga não treinada está à solta pelas ruas. Ela deve ser encontrada, e rápido, antes que seus poderes fiquem fora de controle e destruam a todos.

O Clã dos Magos é o primeiro volume da Trilogia do Mago Negro e de cara já nos introduz ao mundo que a autora criou, com seus personagens que são separados por suas classes sociais, gírias, regras para sobreviver e dons.

Sabe aquele tipo de livro onde uma das personagens se descobre com algo além do imaginado e acaba sendo perseguida por pessoas que sentem que ela não deveria ter tal poder? Onde alguns oferecem ajuda enquanto outros só pensam nela como uma ameaça? Pois bem. É exatamente isso o que o livro nos oferece de uma maneira bem escrita, super bem trabalhada porém.... um tanto quanto lenta.

Uma coisa era certa: a vida ia ficar bastante interessante quando ela fosse encontrada. 

A sinopse diz muito sobre o livro. Basicamente tudo. Lá pela metade do conteúdo surge um caso um pouco mais instigante que te mantém mais preso ao enredo. Ainda mais por envolver o amigo de Sonea, Cerry, que para mim é peça fundamental no livro.

O livro tem boas quase 500 páginas e até a metade nos vemos em uma perseguição sem fim, onde alguns magos negociam suas ideias enquanto Sonea começa a notar em quem pode confiar e o que deve fazer para sobreviver.

Na minha opinião, o livro pega um pouco mais no tranco depois dessa metade, quando algumas situações novas são introduzidas, personagens mais egoístas acabam atrapalhando as coisas enquanto alguns bem altruístas se encontram com problemas.

Era óbvio que estivera errada ao pensar que tinha de manter dentro de si um estoque de raiva ao qual recorrer quando quisesse usar magia. Ela agora admirava os magos pelo controle que tinham, mas saber que eram seres sem sentimentos não lhe dava qualquer motivo a mais para gostar deles.

O texto acaba dando uma quebra de ares por ter uma variedade grande de personagens sendo intercalados em muitas páginas e nos fazendo ver tudo por alguns ângulos diferentes. Ainda assim, algumas mudanças de tempo me deixaram confusa porque nem sempre o livro explica bem o que está acontecendo.
E ah! Assim como muitos livros em universos diferentes, a autora criou alguns termos e palavras novas, mesmo que sejam em sua grande maioria para nomear animais e todas elas estão bem explicadas na parte final do livro, ou no próprio enredo dependendo da situação.

É um livro bom e que sem dúvida nos leva para um mundo onde muita coisa ainda pode acontecer. Deixo apenas registrado o leve incomodo com a demora no desenvolvimento da história, onde fica evidente que são páginas para enrolar. Aquele famoso "meios para um fim".
E apesar de sentir que o livro inteiro poderia ter sido contado em metade do número de páginas...o recomendo para quem busca um tipo de mundo com magia de uma maneira diferente. Mas leia com paciência e, assim como eu, não desista.
Só ouvi e li opiniões boas à respeito dessa Trilogia e não vejo a hora de poder continuar. =D


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: