Os Três - Sarah Lotz

By | 15:00 Leave a Comment



Sinopse - Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo.
Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação.
A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular:
"Eles estão aqui.
O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele..."
Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.

Quando um livro todo preto, com um titulo desses e uma resenha assim chega na loja é obvio que você ao menos olha para ele duas vezes. No meu caso, eu apenas precisei olhar uma e já o selecionei para o dia. E que leitura de tirar o fôlego!

A história não segue uma linha direta de pensamento ou acontecimentos, ela viaja entre a "quinta-feira negra" quando os aviões caíram, passando pelo antes, durante e depois dos acidentes e é contada por meio de relatos, textos de jornais, conversas de mensagens, como um documentário sobre o acontecido relatado em livro ou como o arquivo pessoal de alguém que estuda o que aconteceu naquele fatídico dia.

"Parece amargo, eu sei, mas a gente descobre quem são os amigos de verdade quando a vida desmorona."

Agora, você pode se perguntar onde está a parte interessante sobre esses acidentes e sobre esse livro. Qual é o mistério envolvendo tudo isso? Bom, os relatos indicam apenas 4 sobreviventes que estavam dentro dos aviões, três deles são crianças que desenvolvem algo que pode ser perigoso. Mas será que é real esse perigo? É ai que entra todo o mistério envolvido, seriam as crianças algo mais? Seria talvez o que elas são e como foram trocadas com as reais pessoas ou seria apenas efeito do estresse pós-traumático do acidente?
Essas perguntas começam a te perseguir ao longo da leitura e te garanto que não saem da sua cabeça, principalmente porque em muitos momentos tudo que você acha que descobriu é reescrito por um novo fato ou um relato assustador apresentado.

Eu não vou contar a vocês o que acontece ou não ali, mas vou convidá-los a conhecer essa obra prima que Sarah Lotz nos apresenta, uma escrita bem desenvolvida e uma estrutura digna de um livro que trás o tema de terror psicológico.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: