Socrates in Love - O amor sobrevive ao tempo

By | 09:20 Leave a Comment




Sinopse: Baseado no romance Sekai no Chuushin de Ai wo Sakebu, de Kyoichi Katayama, Socrates in Love - O Amor Sobrevive ao Tempo, lançado pela Editora JBC, narra através do traço delicado, mas contundente, da desenhista Kazumi Kazui o trágico primeiro amor de um casal de adolescentes.

O romance nasceu quando o escritor japonês Kyoichi Katayama, ao ler um livro de filosofia, deparou-se com a frase: o amor é uma forma de violência que obriga as pessoas a pensarem. Intrigado, ele decidiu criar uma história que simbolizasse a idéia. O livro mais vendido do Japão virou mangá e o sucesso de venda se repetiu, tanto no Japão quanto nos Estados Unidos. O enredo é tão forte e cativante que emocionou até a desenhista Kazumi Kazui que, a partir da metade da história, criou todos os desenhos com os olhos cheios de lágrimas. 

Ouvir ao som de: 

One Republic - Come Home


Vamos lá =D

Ainda não sou a melhor para julgar mangás, mas essa história única foi uma experiência bem interessante. Acompanhamos o protagonista, Sakutaro, bem de começo acompanhando os pais de uma garota, carregando as cinzas da mesma. É o ponto de partida para entendermos a história da garota e dele.

A história é fofa. O começo de um relacionamento na escola, uma aluna que se aproxima do outro devido as responsabilidades que os mesmos tem e como isso se torna uma linda amizade que, com o desenvolver e proximidade, acaba se tornando algo maior. A história poderia continuar fofa assim mas, desde o começo sabíamos que tinha algo errado. Aki é diagnosticada com leucemia e tudo acaba se resumindo à isso. Vamos do começo, ao meio e ao fim.



O relacionamento dos dois personagens é algo fofo, simples e um tanto quanto infantil devido à idade dos mesmos. O mangá não é cheio de detalhes, acaba passando pela situação por cima até vermos que uma viagem juntos se torna um ponto importante aos dois, aquela esperança no meio de tanta coisa ruim. Vemos Saku tentar muito conseguir a levar com ele para a Austrália e lutar por algo bom entre os dois.

Não vou entrar em muitos spoilers mas vale notar o quanto o mangá foca nas coisas que são importantes em uma relacionamento. Pequenas atitudes ou tentativas muito grandes de estarem presentes um na vida do outro, independente das situações boas ou ruins. Como quando duas pessoas se amam, você deixa de pensar só em você e a outra pessoa se torna uma preocupação constante, onde sua felicidade e bem estar ganham um peso enorme. O que nos mostra o outro lado também. O quanto é desesperador perder parte de você e seguir uma vida sem quem você sempre quis ter por perto. E o quanto isso pode ter uma reviravolta boa em algum momento, com o tempo passando, sentimentos amadurecendo e sendo mantidos com amor dentro de cada um.



A história se resume em um tempo curto para os dois personagens, mas a intensidade do relacionamento deles é mostrada de maneira simples, como os sonhos continuaram acontecendo e tudo era muito puro.

Eu acho que esperava um pouco mais do mangá, talvez aquela esperança de não saber o que aconteceria com Aki desde o começo, ou algo mais trabalhado sobre a relação deles. Mas isso não diminui em nada o que o mangá oferece. Para quem gosta de histórias fofas, com a pitada de drama e com momentos de análise sobre a vida, morte, felicidade, amor e tristeza... pode ler e aproveitar a leitura de um mangá em edição única, com poucos 5 capítulos. Infelizmente, o mesmo já não é tão fácil de achar no mercado.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: