Obsidiana - Jennifer L. Armentrout

By | 10:43 Leave a Comment



Sinopse : Começar de novo é uma porcaria. Quando nos mudamos para West Virginia antes do último ano de curso, eu tinha me resignado ao sotaque engraçado, ter conexão de internet ruim e me cansar da vida monótona como uma ostra... Até que eu vi meu vizinho sexy, tão alto e com esses impressionantes olhos verdes. As coisas pareciam estar melhorando. E então ele abriu a boca. Daemon é insuportável e arrogante. Nós não nos damos bem. Nada, nada bem mesmo. Mas quando um estranho me atacou e Daemon congelou o tempo, literalmente, com um movimento de sua mão... Bem, algo aconteceu... Inesperado. O sexy alienígena que vive do outro lado da rua. Sim, você ouviu direito. Alien. Acontece que Daemon e sua irmã têm uma galáxia cheia de inimigos que querem roubar suas habilidades, e o toque de Daemon fez com que eu parecesse um daqueles sinais luminosos em Las Vegas. A única maneira de sair dessa viva é ficar colada a Daemon até que minha "luz" extraterrestre se apague. Isso se eu não matar a Daemon antes, claro.

Bom, estamos bem acostumados com romances de vampiros - tem aos montes - alguns lobisomens, e está surgindo até livro com zumbi(te juro que ainda leio só pra sacar qual é a dessa de se apaixonar por um ser que esta sedento por devorar seu cérebro, mas ok ). Mas o que você está encontrando agora, escalando lindamente no top são E.T's. Isso ai! Extra terrestres, seres de outras galáxias - e não é Star Wars - ou outros planetas caindo de gaiato nessa dos romances, e claro, sempre se apaixonando por esses seres frágeis e imprevisíveis, os humanos.

E o que temos em Obsidiana não foge totalmente disso! Os personagens são destinados a ficarem um colado ao outro, justamente por culpa dos poderes alienígena,s daquele que não é em nada um bom moço, que odeia uma camiseta e que adora deixar claro como Katy é um problema pra ele e sua família e não uma solução. O que não impede a irmã dele de se tornar a melhor amiga dela e arrastá-la por todo lugar na cidade. 

"Cada vez que usamos nossos poderes perto de um humano, deixamos um rastro na pessoa(...) por isso tentamos nunca usar nossas habilidades perto das pessoas... Mas com você, bom, as coisas nunca andaram de acordo com o plano."

A escrita da autora é bem ritmada, e apesar de ser a visão de Katy do inicio ao fim, não é como se ela fosse uma chata de galocha que fica reclamando da vida o tempo todo, muito pelo contrário! Ela tem muita atitude e adivinha só? ELA TEM UM BLOG LITERÁRIO! Sim, passei o livro todo adorando esse lado dela que torna a mesma tão próxima de quem sou e de muitas meninas que conheço, mais novas e mais velhas. Não só na personalidade, mas na mania de adorar ficar lendo e escrevendo e essa de se sentir mais livre aqui do que fora. Sim, muitas coisas pra se identificar.

"Você passou meses sendo o maior babaca comigo. Não pode de repente decidir que gosta de mim e esperar que eu esqueça tudo."

E é com esse sentimento de que nossa Katy não vai aceitar pouco e nem levar desaforo para casa que deixo vocês na missão de caçar, ler e me dizer o que acharam dessa mistura toda.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: