Capitolina – O poder das Garotas Vol. 1

By | 10:58 Leave a Comment





Sinopse: Textos escritos e ilustrados por garotas que buscam representar todas as jovens, inclusive as que não se encaixam nos moldes tradicionais da adolescência A revista on-line Capitolina surgiu em 2014 como uma alternativa à mídia tradicional voltada ao público feminino adolescente. Sua proposta é criar um conteúdo colaborativo, inclusivo e livre de preconceitos, abordando temas como relacionamentos, feminismo, cinema, moda, games, viagens e muito mais. Esta edição reúne os melhores textos publicados em um ano de revista, além de vários artigos inéditos e atividades interativas, para que cada leitora também ajude a construir o livro. As jovens vão encontrar conselhos, dicas, reflexões, muito apoio e, principalmente, a sensação de que não estão sozinhas.

Livro que resultou da revista online Capitolina , deveria ser leitura obrigatória em escolas. Uma revista independente criada por jovens que não se sentiam totalmente representadas pela mídia e é ideal para o público adolescente.
Um livro que fala sobre todos os temas, de uma maneira super íntima, livre de preconceitos e fazendo o leitor se sentir em uma conversa com uma amiga.

“Qualquer tipo de discriminação – seja de raça, classe social, orientação sexual ou o que for – é um problema de todos nós. Uma sociedade que segrega e exclui uns e dá preferência a outros é prejudicial a todos, pois prega desigualdade e hierarquias. “


Admito que meu primeiro contato com a revista e a ideia toda surgiu quando tivemos uma reunião na livraria e o mesmo foi apresentado à nós. Com o sorteio realizado, fui direto escolher o livro para tê-los em mão e poder entender a experiência incrível que é ler cada um dos temas nos apresentados por muitas, muitas garotas.
Me fez desejar muito ter lido algo assim quando eu mesma era mais nova.

Alguns textos podem até parecer um tanto didáticos, mas em cada um deles você vai notando a identidade que as meninas tentaram passar e demonstrar em cada uma das páginas. Infelizmente, o livro não teria como conter todos os muitos textos que as meninas acabam recebendo e fazendo ao longo dos meses em que o projeto inteiro existe. O mesmo é uma dose muito boa de temas variados, desde assuntos mais pesados à algumas coisas mais leves e divertidas. Afinal, conhecimento e informação é tudo, sem medo de falar .
Vale lembrar, também, que o número de colaboradoras cresceu muito e a idade dá uma variada de 17 à 29 anos de idade.
E, para dar um complemento em um livro que já é incrível sozinho, muitos dos capítulos possuem atividades extras ao final, fazendo parte do que acabou de ser apresentado e debatido. Uma maneira totalmente criativa de continuar mantendo o leitor dentro dos ideais apresentados.

O livro tem ilustrações feitas por 23 artistas , o que me fez amar mais cada uma das imagens vistas e feitas com tanto carinho.
Um livro para sentar do nada, ler um pouco, ler mais, pausar, ler de novo, mostrar para o amigo ao lado e sair conversando sobre tudo, sempre. Indico o mesmo de olhos fechados.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: