A Rebelde do Deserto - Alwyn Hamilton

By | 10:11 Leave a Comment




Sinopse: O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. 

Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. 

Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por lhe revelar o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.

Indo contra tudo o que se espera de uma heroína juvenil, Amani Al' Hiza consegue manejar bem uma arma, odeia a cultura injusta onde vive e não está afim de proteger ninguém além do próprio pescoço que claramente está sentenciado ao mesmo destino que teve sua mãe - A forca.

Me lembro do alivio que senti quando arrastaram o corpo dele para fora da casa(...) E de ficar rouca de tanto gritar quando colocaram a corda em torno do pescoço dela.
O que faz tudo mudar não é um cara -  apesar de existir um nessa história - e sim sua sede de fuga e mudanças. A chance surge em um dia que estava fadado a ser como qualquer outro, onde o desespero mostra que pode trazer bons aliados. Nesse caso falamos de um um forasteiro que é bom de tiro - mesmo não sendo melhor que Amani - e possui muitos segredos, dentre eles o por quê de a guarda inteira do Sultão estar atrás dele com tanto empenho.

Seria um tiro fácil. E Jin estava armado. Um tiro e o comandante estaria morto(...)Mas ele virou o cavalo, abaixou a arma, e minhas mãos agarraram sua camisa um segundo antes de o buraqi disparar na velocidade de uma ferra de vento e areia.
A autora Alwyn Hamilton abre nesse primeiro volume um leque de descobertas e probabilidades incríveis, deixando a leitura das poucas 290 páginas ser eletrizante e com vontade de muito mais. Toda a mitologia do deserto ali apresentada é pouco explorada em ficções juvenis, principalmente quando se trata de uma obra original - sem qualquer ligação a um clássico especifico. Nossa mente viaja e é como se sentíssemos a areia sob nossos pés e o calor do deserto ao nosso redor durante a leitura, bem como o medo de criaturas da noite que espreitam nas areias em busca de pessoas perdidas e sem proteção.

Te convido a viver essa aventura e vir esperar pelos próximos caminhos onde veremos nossa rebelde boa-de-tiro do deserto, destruir um mundo dominado por homens injustos e cruéis.


Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: