Love Hina - Ken Akamatsu

By | 11:02 Leave a Comment




Sinopse: Love Hina conta a história de Keitarô Urashima, um rapaz de 20 anos de idade que já foi reprovado três vezes na Universidade de Tóquio, mas continua tentando por ter feito uma promessa a uma menina há 15 anos. Ele se torna gerente de um alojamento feminino e acaba rodeado de garotas: na maior parte do tempo Keitarô surpreende-as nuas sem querer (quase sempre em uma onsen, ou terma japonesa) e recebe golpes fenomenais de artes marciais - sendo que a piada recorrente mais conhecida do universo Love Hina remete justamente a Keitarô ser constantemente agredido pelas moradoras da pensão (mais comumente, Naru).

E dessa vez voltaremos um pouco para o passado.
Com vontade de reler algo que fez parte de uma fase muito boa, foi minha primeira coleção de mangá a ser lida e muito bem adquirida em um sebo há anos atrás... me perguntei por quais motivos eu não falaria sobre Love Hina??

Então, vamos lá.

Aos fãs de mangá, provavelmente é uma série já bem conhecida. Love Hina foi publicada na revista Shonen Magazine de 1998 a 2001. Dizem que foi um dos muitos mangás que deu um up no surgimento do estilo, onde um protagonista totalmente desastrado e cheio de azar, se vê rodeado de garotas lindas. Oh well...



Eu quero tentar contar sem colocar muitos spoilers, ainda mais porque a série contém 28 mangás e muita coisa acontece. Porém, acho que o fato principal é acompanhar como o Keitaro Urashima acaba se desenvolvendo pela história. Passando de um garoto que não tem qualquer perspectiva de um futuro bom, apesar de tentar ser positivo e dedicado, a ir conseguindo cada vez mais o que quer, encontrando amor e paixão em coisas novas e pessoas novas (porque o garoto é totalmente confuso sobre os próprios sentimentos).  Além dele, cada uma das personagens acaba tendo um certo destaque na história e acabamos conhecendo um pouco de cada uma, ainda mais porque todas tem alguma ligação com o Urashima, seja de amor ou ódio.

Poderia citar cada uma das muitas outras personagens: Naru Narusegawa, Shinobu Maehara, Motoko Aoyama, Kaolla Su,Mutsumi Otohime, Haruka Urashima, Sarah McDougal e, claro, o outro homem tão atrapalhado e distraído...Noriyasu Seta. ( e a incrível Tama-chan. Sempre quis uma tartaruga assim <3 )


Vale citar que a única que não teve muita atenção e uma história mais dedicada a si mesma, é a personagem Mitsune Konno, conhecida como Kitsune. Uma pena, pois é aquele tipo de personagem ao qual me identifico ( EM PARTES), sendo totalmente freelancer, a mais velha das garotas e um tanto descompromissada com a vida. E sem contar que tem aquele lado oportunista que sempre dá umas tiradas ótimas para a história ;D
O mesmo acontece com o final e a minha querida Mutsumi, que sumiu mais do que eu esperava. Mas ainda assim, tudo muito <3

Como podem notar, personagens e enredos é algo que não falta. A história sempre tem a premissa de uma promessa, feita há muitos anos, a qual o personagem principal se prende e faz de tudo para realizar. Apesar de apanhar muito, ter algumas situações totalmente absurdas e corpos expostos demais, o mangá está ai para tirar risos e entreter. O que faz com facilidade, ainda deixando aquela pitada de moral, onde entender que desejar algo não basta e que temos que correr atrás dos nossos sonhos, lutar e batalhar até conseguirmos. Mesmo que as coisas compliquem, sempre tente.




Acho que o desenvolvimento tem seu lado repetitivo, ainda mais quanto a garotas e os problemas que Keitaro se insiste em repetir. Mas, no background de tudo, sempre tem um desenrolar bom, nos levando a algum lugar novo e por algum motivo importante. Por isso, os 28 mangás acabam não se tornando um martírio de ler. Pelo menos para mim sempre foi entretenimento puro. Ainda não me arrisquei com o anime, mas quem sabe um dia, apenas para manter a nostalgia viva.









O mangá foi lançado no Brasil pela Editora JBC lá por meados de 2002. Ainda é possível achar unidades a venda, apesar de não ser a coisa mais fácil. Em algumas lojas especializadas, é possível achar a coleção completa. =D
Se você é fã de mangá e procura uma comédia romântica com aqueles momentos levemente absurdos... tá ai uma ótima chance de conhecer algo não tão novo assim o/





Observação encontrada agora a pouco:
- A JBC lançou primeiramente em 28 volumes, no qual cada volume equivalia a 2 volumes da edição japonesa. Então, houve um relançamento, traduzido novamente, com algumas páginas coloridas e lançado apenas em 14 volumes =D
- O relançamento foi bem amor e a editora colocou as capas originais japonesas, e dentro de cada volume, a original brasileira lançada anteriormente.
- Vale citar também que existe o Love Hina Infinity, que contém informações sobre os personagens, processo de criação e muitas coisas mais. Eu ainda estou o lendo, aos poucos.
- E vale indicar para quem gosta de comédia, romance e que não procura algo sexual, pois apesar das imagens e cenas de nudez, o mangá não vai para esse lado mais intenso.




Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: